quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Não há silêncio que não termine

Livro sobre os anos que a senadora Ingrid Betancourt passou na selva colombiana, nas mãos das Farc.
Emocionante, denso, doloroso, chocante!
Um relato de vida e sobrevivência, não de apenas dela, mas também de vários reféns, alguns que ainda estão e de outros que já estavam antes, encarcerados e impossibilitados de exercer o mínimo dos seus direitos humanos.
Ingrid ficou presa com a guerrilha durante longos sete anos, um ciclo inteiro, previsto por uma vidente (!) e aprendeu a lidar com toda espécie de situações e com toda espécie de gente, as vezes em troca de uma informação, as vezes na ora de uma oração, ou nas delações e fugas.
Fiquei marcada profundamente com seu relato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores