segunda-feira, 2 de abril de 2012

Toca Raul! Viva Raul! Veja Raul!Rauuuuuulllllll

Impossível não amá-lo à primeira música escutada, isso já foi há muito tempo, guiada pelas mãos do Robinho, que também era um apaixonado, tinha todos os Lps.


Mas não nos apaixonávamos apenas pelas músicas loucas que ele compunha, pela leveza ou acidez das letras. Mas pela pessoa, contraditória, parecia realmente que ele não fazia parte desse mundo tão certinho, tão careta, tão ritmado.

Ele veio prá contrariar a ordem das coisas.


Sinto falta de pessoas assim hoje em dia, que se preocupam demais em se mostrar felizes para o mundo, sem vazios visíveis, tão plenas de felicidade (?).

Tenho o maior orgulho, junto com o marido é claro, de mostrar para nossos filhos, todas as canções de Raul, toda a irreverência, toda a lucidez, toda a rebeldia, que nunca deveria ter sido tirada de nós. E eles adoram!

Aproveitem e assistam o documentário sobre a vida dele, e saia satisfeito de ter feito parte dessa história.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores